Tag Arquivo | "sao paulo"

Aftosa

Tags: , , , , , , , ,

Aftosa


A segunda etapa da vacinação contra a Febre Aftosa nos 18 municípios da região de Araçatuba teve uma taxa de imunização de quase 100% do rebanho. Foram 99,4% do total imunizado, segundo dados do EDA (Escritório de Defesa Agropecuária) de Araçatuba.

Dos 4.263 criadores de gado registrados pela entidade na região, 4.250 vacinaram e apresentaram a declaração de vacinação do rebanho. Já dos 393.990 ovídeos (ovinos e bubalinos) cadastrados, 393.523 foram vacinados, apresentando uma taxa de 99,88% de imunização.

De acordo com o médico veterinário e diretor técnico de divisão do EDA de Araçatuba, Massayuki Koeke, os produtores que não vacinaram e não apresentaram a declaração da vacinação contra a Febre Aftosa serão multados.

“Ainda estamos em fase de identificação desses produtores. Nesses casos, além da multa, estamos efetuando a vacinação assistida”, explica.

A multa, para quem não vacinou o rebanho, corresponde a 5 Ufesp’s (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo) por cabeça de animal não vacinado. Já para quem vacinou o gado e não apresentou a declaração de vacinação junto ao Escritório de Defesa Agropecuária, a multa equivale a 3 Ufesp’s por cabeça de animal não declarado.

HISTÓRICO – Conforme Koeke, há 12 anos não são encontrados casos da doença no Estado de São Paulo. “O Brasil é um dos maiores exportadores de carne do mundo, por isso é muito importante que exista o controle da Febre Aftosa, para não causar prejuízos ao país”, afirma o médico veterinário.

Ainda segundo ele, o objetivo é que nos próximos anos a vacinação contra a Febre Aftosa não seja mais utilizada em São Paulo, como no Estado de Santa Catarina, que não se usa mais a imunização do rebanho e mesmo assim não há casos de doença na região.

“O primeiro passo já foi dado com a implantação da vacinação de animais até 24 meses na primeira etapa de imunização no ano passado, que antes correspondia à imunização do rebanho todo”, diz.

Agora, todo primeiro processo de vacinação do ano corresponde apenas a animais com até 24 meses. Na campanha do mês de novembro é que são aplicadas vacinas à todo o rebanho.

De acordo com Koeke, a intenção é aumentar o controle de fiscalização de leilões, fronteiras, feiras e exposições para que o país esteja livre do vírus da doença

Vale lembrar que a primeira etapa de vacinação contra a Febre Aftosa em 2010 acontece de 1 a 31 de maio, para bovinos e ovídeos até 24 meses. O prazo para declaração da vacinação vai até 7 junho, sete dias úteis após o termino da campanha.

É importante ressaltar que apesar da vacinação ser só para animais até 24 meses, o criador deve declarar a vacinação de todos os animais.


Fonte: Ideale Comunicação

Publicado em NOTÍCIASComentários desativados

Agronegócio Paulista

Tags: , , , , , ,

Agronegócio Paulista


De acordo com a análise do Instituto de Economia Agrícola – IEA/Apta, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, o agronegócio paulista apresentou exportações crescentes em 20,5%, atingindo US$2,35 bilhões neste primeiro bimestre, comparado ao mesmo período de 2009. As importações aumentaram 23%, somando US$1,07 bilhão. Isso gerou saldo de US$1,27 bilhão, superior em 18,5% ao verificado nos dois primeiros meses de 2009.

Segundo os pesquisadores, estes números já revelam um início de ano mais promissor, principalmente no que se refere ao crescimento das exportações. Números do PIB (Produto Interno Bruto) agrícola de 2009, revelados, neste mês pelo IBGE, mostram recuo de 5,3%. Junto com a indústria (menos 5,5%), os dois setores colaboraram na queda de 0,2% do PIB do país no ano passado.

Comparando a balança comercial geral do estado neste primeiro bimestre, há que se destacar que as importações paulistas nos demais setores, tirando o agronegócio, somaram US$7,93 bilhões para exportações de US$4,02 bilhões, gerando um déficit externo de US$3,91 bilhões.

No primeiro bimestre de 2010, as exportações do agronegócio brasileiro aumentaram em 8,4% em relação ao mesmo bimestre do ano anterior, atingindo US$8,89 bilhões (37,8% do total). Já as importações do setor aumentaram 23%, também em comparação com primeiro bimestre de 2009, somando US$3,05 bilhões (13,1% do total). O superávit do agronegócio no primeiro bimestre de 2010 foi de US$5,84 bilhões, 2,1% superior ao mesmo período do ano anterior. Portanto, o desempenho do agronegócio sustentou a balança comercial brasileira, uma vez que os demais setores, com exportações de US$ 14,61 bilhões e importações de US$ 20,23 bilhões, produziram no período um déficit de US$ 5,62 bilhões.

Fonte: Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo

Publicado em NOTÍCIASComentários desativados

Advertise Here
Advertise Here

Facebook

Mercado






Tempo

Enquete

O que achou do nosso Site?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Compêndio

cpvs

Informativo

Assine nosso Informativo.